quinta-feira, 27 de maio de 2010

Frase do Dia

"A juventude envelhece, a imaturidade é superada, a ignorância pode ser educada e a embriaguez passa, mas a estupidez dura para sempre."


                         Aristófanes, dramaturgo grego

Semana do Cinema

terça-feira, 25 de maio de 2010

Nativos Digitais

Arte com livros



Wooden Cross Puzzle Solution

Prefiro rosas

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a primavera
As folhas aparecem
E com o outono cessam?

E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.

Ricardo Reis

República


quarta-feira, 19 de maio de 2010

Alguns gostam de poesia

Alguns -
quer dizer nem todos.
Nem a maioria de todos, mas a minoria.
Excluindo escolas, onde se deve
e os próprios poetas,
serão talvez dois em mil.

Gostam -
mas também se gosta de canja de massa,
gosta-se da lisonja e da cor azul,
gosta-se de um velho cachecol,
gosta-se de levar a sua avante,
gosta-se de fazer festas a um cão.

De poesia -
mas o que é a poesia?
Algumas respostas vagas
já foram dadas,
mas eu não sei e não sei, e a isto me agarro
como a um corrimão providencial.

(poema de Wislawa Szymborska, Prémio Nobel de Literatura 1996)

terça-feira, 11 de maio de 2010

Mulheres ao espelho


Enquanto perverso rias

Tu fizeste o que podias

Para eu deixar de te amar

Tornaste as noites vazias

E não fosse eu querer esperar

Anoiteceste os meus dias

Inventaste mil pecados

Que eu não tinha cometido

Mil mentiras sem sentido

Desmanchaste os meus bordados

E retalhaste o vestido

Com que eu me tinha casado

Como bem sabes agora

E hás-de sentir vida fora

Tanto mal era escusado

Se te querias ir embora

Não ganhaste com a demora

Senão partires mais culpado

Não nego que me doeu

Mas juro que até à data

A dor de nada valeu

O amor não se desata

A tua paixão morreu

Mas a minha não se mata

Poema: Maria do Rosário Pedreira

Fotografia: Ron Jones

UTILIZAÇÃO BRILHANTE DO IPAD...

“Estudo diz que ler contos infantis às crianças melhora as suas notas na escola”

Mais um estudo que frisa o que para nós é óbvio: Ler com eles compensa!
«Estudo diz que ler contos infantis às crianças melhora as suas notas na escola (por Anabela Ferreira, dia 9-5-10 no DN) : Ler uma história ao seu filho traz mais vantagens do que simplesmente fazê-lo adormecer mais depressa.
Pode ajudá-lo a ser bem- sucedido na escola, de acordo com uma investigação levada a cabo pela Universidade de Oxford.

O estudo inglês indica que as crianças a quem os pais lêem histórias têm melhores resultados escolares. Enquanto aquelas a quem os pais nunca leram um livro infantil apresentam maior dificuldade em contar e escrever histórias na escola. Efeitos para os quais especialistas portugueses também chamam a atenção.

“Os miúdos que têm este tipo de actividades com os pais têm melhores condições para desenvolver as suas competências”, reconhece o psicólogo educacional José Morgado . Uma vantagem que a socióloga Maria Manuel Vieira explica pelo facto de a escola se basear numa cultura escrita. “A chave do sucesso escolar é a leitura e a escrita e se isso faz parte da rotina da criança antes desta entrar na escola, aumentam as hipóteses de ela ter sucesso”, explica a socióloga da Educação. “Assim, quando chegam à escola as crianças já viram livros e já estão habituadas a manuseá-los”, acrescenta a socióloga. Por outro lado, “ouvir e ler histórias é um incentivo à imaginação. O texto escrito funciona como ponto de partida para a imaginação”, defende Maria Manuel Vieira.

Além do desenvolvimento cognitivo, José Morgado sublinha o reforço da ligação entre os pais e as crianças, durante a leitura de histórias. “Esta actividade, como qualquer outra que ponha os pais em contacto com os filhos e os estimule, é boa”, lembra o psicólogo educacional.

Para as crianças mais pequenas, ouvir as histórias contadas pelos pais ajuda-os “a dissipar alguns medos e inquietações, porque aprendem a lidar com as situações”, refere José Morgado. O professor do Instituto Superior de Psicologia Aplicada Educacional (ISPAE) adianta ainda que o hábito da leitura ajuda “a motivar para a aprendizagem”.

Apesar de reconhecer os benefícios da leitura de histórias infantis, José Morgado sublinha que “o facto de os meninos não terem lido ou ouvido histórias antes de irem para a escola, não os condena ao fracasso”. Da mesma forma que uma criança a quem os pais leram muito pode não ter sucesso, acrescenta Maria Manuel Vieira. Ou seja, “não basta ter os meios culturais, também depende de factores, como o tempo que os pais passam com os filhos”, diz.

José Morgado frisa ainda que se deve incentivar a leitura, mas “sem culpar os pais, porque eles às vezes não têm muito tempo para fazer todas as actividades com os filhos”.»

Delia Lerner fala sobre ler e escrever em contexto de estudo

Literatura Infantil

(...) ora a literatura infantil não é uma descida, é um desdobramento no menino que já fomos ou na "Eterna Criança" a que se refere um dos poemas do "Guardador de Rebanhos" de Fernando Pessoa:


" Ao anoitecer brincamos às cinco pedrinhas

No degrau da porta de casa,

Graves como convém a um deus ou a um poeta,

E como cada pedra fosse todo um universo

E fosse por isso um grande perigo para ela

Deixá-la cair no chão.

Depois ele adormece e eu deito-o.

Ele dorme dentro da minha alma

E às vezes acorda de noite.

E brinca com os meus sonhos,

Vira um de pernas para o ar,

Põe um em cima dos outros

E bate palmas sozinho

Sorrindo para o meu sono.

A grande literatura infantil é, sem dúvida, este sonho com este menino-dentro. E por isso tão difícil e raro conseguir-se!

In A Estrada Fascinante de Matilde Rosa Araújo

Vamos conhecer a Europa

João Guimarães Rosa, mais conhecido como Guimarães Rosa (Cordisburgo, 27 de junho de 1908 — Rio de Janeiro, 19 de novembro de 1967), foi um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos. Foi também médico e diplomata.

terça-feira, 4 de maio de 2010

João Guimarães Rosa

João Guimarães Rosa, mais conhecido como Guimarães Rosa (Cordisburgo, 27 de junho de 1908 — Rio de Janeiro, 19 de novembro de 1967), foi um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos. Foi também médico e diplomata.




Os contos e romances escritos por João Guimarães Rosa ambientam-se quase todos no chamado sertão brasileiro. A sua obra destaca-se, sobretudo, pelas inovações de linguagem, sendo marcada pela influência de falares populares e regionais. Tudo isso, somado a sua erudição, permitiu a criação de inúmeros vocábulos a partir de arcaísmos e palavras populares, invenções e intervenções semânticas e sintáticas.




(Ver mais na Barra lateral em Documentos - Separador - Autor do Mês )


Trabalho da aluna Katy Gomes n.º 15, 12.º B