terça-feira, 11 de maio de 2010

Literatura Infantil

(...) ora a literatura infantil não é uma descida, é um desdobramento no menino que já fomos ou na "Eterna Criança" a que se refere um dos poemas do "Guardador de Rebanhos" de Fernando Pessoa:


" Ao anoitecer brincamos às cinco pedrinhas

No degrau da porta de casa,

Graves como convém a um deus ou a um poeta,

E como cada pedra fosse todo um universo

E fosse por isso um grande perigo para ela

Deixá-la cair no chão.

Depois ele adormece e eu deito-o.

Ele dorme dentro da minha alma

E às vezes acorda de noite.

E brinca com os meus sonhos,

Vira um de pernas para o ar,

Põe um em cima dos outros

E bate palmas sozinho

Sorrindo para o meu sono.

A grande literatura infantil é, sem dúvida, este sonho com este menino-dentro. E por isso tão difícil e raro conseguir-se!

In A Estrada Fascinante de Matilde Rosa Araújo

Sem comentários:

Enviar um comentário