domingo, 29 de maio de 2011

Alguém

Alguém?

pergunto em todo o lado
na terra, no mar, no céu
alguém te viu,alguém?
devo ter imaginado
devo ter sonhado
ninguém sabe
ninguém viu
de verdade
ninguém
nem
eu

sábado, 28 de maio de 2011

A arte de ser feliz


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.

Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crinças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refelectidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. Às vezes um galo canta. Às vezes um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.
                                                                             Cecília Meireles






sexta-feira, 27 de maio de 2011

É um livro


O livro chegou ao mercado português....



Uma história divertida e irónica, sobre os prós e os contras de dois tipos de tecnologias - quase duas formas diferentes de ver o mundo - contada através da interacção de duas personagens inesquecíveis. Recomendado para todas as idades.
Autor: Lane Smith

quinta-feira, 26 de maio de 2011

A Canção


Uma canção para ti
não precisa de mil notas
não precisa de palavras
pode nem sequer ter som
e mesmo sem a ouvir
sem a escutar, sem a ver
sabes com toda a certeza
que quem a fez nascer
só posso ter sido eu
porque o tamanho do amor
o sabor do meu abraço
e o som do meu beijinho
mesmo eu sendo tão pesado
vão daqui sem rumo certo
atravessam qualquer nuvem
deixam para trás as aves
e ultrapassam o céu!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

terça-feira, 24 de maio de 2011

10 dicas para incentivar o seu filho/a para a leitura

1 -Respeite o ritmo do seu filho/a - não se preocupe se o livro que ele/a escolher parecer infantil demais, pois cada criança tem um ritmo diferente; o importante é que o livro esteja presente.


2 -Repare no gosto do seu filho/a - proporcione leituras que atendam aos desejos do seu filho/a.


3 - Faça passeios que tragam a leitura para o quotidiano- procure fazer actividades relacionadas com a leitura de livros, por exemplo: a leitura de uma história de animais combina com uma ida ao jardim zoológico.


4 - Incentive a leitura antes de dormir - conte histórias para o seu filho/a antes de dormir


5 - Improvise representações dos livros - concluída a leitura de um livro, os pais podem organizar peças de teatro baseadas na obra.


6 - "Publique" o livro do seu filho - proponha que o seu filho/a faça o seu próprio livro


7 - Organize um clube do livro - convide amigos/colegas do seu filho/a para uma espécie de festa da leitura, com direito a doces.


8 - Ajude-o/a a ler melhor - muitas crianças ficam frustadas por ler muito devagar e em voz alta; poderá ajudá-lo/a com exercícios.


9 - Não pare de ler para ele/a - abuse das vozes diferentes, das entoações e a história ficará mais emocionante.


10 - Frequente livrarias e bibliotecas - para adquirir o gosto pela leitura a criança precisa de se familiarizar com o ambiente de leitura.


                                                                       Publicada por Cláudia Lopes

domingo, 22 de maio de 2011

Ponyo






Certa manhã, quando brinca na praia, o pequeno Sosuke encontra um peixe vermelho preso num frasco de doce. Sosuke liberta o peixinho do frasco, a quem dá o nome de Ponyo, e promete protegê-lo para sempre. Mas o pai de Ponyo, um feiticeiro que vive no fundo do mar, força o pequeno peixe a regressar às profundezas.
Decidida a tornar-se humana, Ponyo foge para reencontrar Sosuke e espalha acidentalmente uma poção mágica pelo oceano, transformando as suas irmãs em ondas gigantes que ameaçam inundar a aldeia de Sosuke.
O amor e a responsabilidade, o oceano e a vida, num mundo fantástico onde a magia também faz parte das coisas naturais do dia-a-dia.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Poema Pial

"Toda a gente que tem mãos frias
Deve metê-las dentro das pias

Pia número UM,
Para quem mexe as orelhas em jejum.
Pia número DOIS,
Par quem bebe bifes de bois.
Pia número TRÊS,
Par quem espirra só meia vez.
Pia número QUATRO,
Par quem manda as ventas ao teatro.
Pia número CINCO,
Par quem come a chave do trinco.
Pia número SEIS,
Parq uem se penteia com bolos-reis.
Pia número SETE,
Para quem canta até que o telhado se derrete.
Pia número OITO,
Para quem parte nozes quando é afoito.
Pia número NOVE,
Para quem se parece com uma couve.
Pia número DEZ,
Para quem cola selos nas unhas dos pés.
E, como as mãos já não estão frias,
Tampa nas pias!"
                                                                      Fernando Pessoa

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Capital Mundial do Livro

Para celebrar o facto de Buenos Aires, na Argentina, ter sido eleita a Capital Mundial do Livro de 2011 pela UNESCO, a artista Marta Minujin construiu uma Torre de Babel com 25 metros de altura, utilizando 30 mil obras literárias de todas as línguas.


Erigida na praça central da cidade argentina, a monumental construção, a ser inaugurada na próxima quarta-feira, visa "unir todas as raças através do livro", explicou a artista, em declarações à AFP.


Os sete andares da torre podem ser percorridos por grupos de até 100 pessoas. A visita será acompanhada por uma banda sonora também assinada por Marta Minujin, que dá a ouvir a palavra "livro" em todas as línguas do mundo.


No último dia de exposição, a 28 de maio, os visitantes podem escolher um livro na língua da sua preferência e levá-lo consigo. Algumas obras serão dadas a bibliotecas e as restantes serão catalogadas para formar a primeira coleção multilingue da capital argentina, batizada como Biblioteca de Babel.


Os livros integrados na torre foram oferecidos por 50 embaixadas em Buenos Aires e ainda pelos milhares de pessoas que participaram numa campanha pública para esta "obra de participação maciça".


"A arte não tem idioma" é o lema de Marta Minujin, artista conhecida pelas suas criações "habitáveis" formadas por outros materiais como almofadas ou garrafas, que convidam o público a entrar na obra para a viver."


in: Boas Noticias

A vida

"A vida é o dia de hoje
A vida é aí que mal soa,
A vida é sombra que foge,
A vida é nuvem que voa;
A vida é sonho tão leve
Que se desfaz como a neve
E como o fumo se esvai:
A vida é um momento
Mais leve que o pensamento,
A vida leva-a o vento,
A vida é folha que cai!"

                                                                           João de Deus

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Auroras polares


As auroras boreais e auroras austrais são fenómenos que têm tanto de raro como de belo. Por momentos pensamos que não são reais e que se tratam apenas de produtos do Photoshop ou do Illustrator. Nada disso: a Natureza encarrega-se de nos oferecer paisagens dignas de qualquer Avatar.
Se calhar nunca viu nenhuma aurora polar. Muito provavelmente até nem sabe do que se trata. O fenómeno óptico é bastante raro e apenas pode ser observado nos céus das zonas polares. Ocorre devido ao impacto de partículas de vento solar na alta atmosfera da Terra. Quanto ocorre no hemisfério norte, chama-se aurora boreal e acontece normalmente nos meses de Setembro, Outubro, Março e Abril. Quando ocorre no hemisfério sul, chama-se aurora austral.
As auroras não são, no entanto, fenómenos exclusivamente naturais ou terrenos. Acontecem também em outros planetas do sistema solar, como Júpiter, Saturno, Marte e Vénus e podem ser recriadas através de explosões nucleares, como aconteceu no teste nuclear americano de Starfish Prime, em 1962. Galileu Galilei foi um dos primeiros grandes investigadores das auroras tendo, inclusivamente, baptizado a boreal, do hemisfério norte.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Xadrez em grande

Pensamento


Amar a leitura é trocar horas de fastio por horas de inefável e deliciosa companhia

                                                                       John F. Kennedy


sexta-feira, 13 de maio de 2011

Pensamento




Descobri que a leitura é uma forma servil de sonhar. Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos?

Fernando Pessoa

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Pensamento


"De três coisas precisa o homem para ser feliz: benção divina, livros e amigo."

Henri Lacordaire


terça-feira, 10 de maio de 2011

Pensamento

"Se alguém te perguntar o que quiseste dizer com um poema, pergunta-lhe o que Deus quis dizer com este mundo..."



                                                                            Mario Quintana

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Pensamento





Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende

Leonardo da Vinci



sexta-feira, 6 de maio de 2011

quinta-feira, 5 de maio de 2011

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Poemas de Maio

Maio maduro Maio
Quem te pintou
Quem te quebrou o encanto
Nunca te amou
Raiava o Sol já no Sul
E uma falua vinha
Lá de Istambul


Sempre depois da sesta
Chamando as flores
Era o dia da festa
Maio de amores
Era o dia de cantar
E uma falua andava
Ao longe a varar


Maio com meu amigo
Quem dera já
Sempre depois do trigo
Se cantará
Qu'importa a fúria do mar
Que a voz não te esmoreça
Vamos lutar

Numa rua comprida
El-rei pastor
Vende o soro da vida
Que mata a dor
Venham ver, Maio nasceu
Que a voz não te esmoreça
A turba rompeu
José Afonso


terça-feira, 3 de maio de 2011

Novos livros na Biblioteca

JP está prestes a realizar um grande sonho. Com os seus amigos do Megamax Futebol Clube, vai finalmente jogar contra a equipa do pai dele. Quem sairá vencedor?


Os adultos, mais experientes, ou a garra do JP e dos primos, Miguel e Manel, do super guarda-redes Pedro e dos outros craques como o Zé, o Carlos e o Canário? Tudo se complica quando o jornal da escola anuncia que desmascarou o inimigo do Megamax, a misteriosa Brigada Operacional de Luta Anti-Futebol. Será verdade? O Tiago, «treinador» e detective, vai ter de entrar em acção! Objectivo Golo — uma colecção que faz do futebol um excelente pretexto para descontraídas horas de leitura!

A colecção Objectivo Golo, de Nuno Magalhães Guedes, através das aventuras e dos jogos de futebol de um grupo de jovens que forma o seu próprio clube, tem ajudado a criar verdadeiros campeões... na leitura!

Trabalho de alunos